Congresso Olímpico Brasileiro

II Congresso Olímpico Brasileiro

Evento

O II Congresso Olímpico Brasileiro apresenta o tema Planejamento, um referencial de futuro para o Esporte Olímpico e marca o início de um novo ciclo, no qual o planejamento nos possibilitará perceber a realidade, avaliar os caminhos e construir um referencial futuro. Palestrantes nacionais e internacionais trarão a perspectiva do atual cenário mundial, que apresenta mudanças rápidas e grandes incertezas.

A grande novidade deste Congresso será o Prêmio Esporte Inovação, que vai escolher os melhores projetos em gestão e inovação que apresentarem soluções concretas para os desafios enfrentados no esporte nacional. Os cinco finalistas vão concorrer a grandes prêmios, como participar dos Jogos Olímpicos Paris 2024! A votação e o anúncio dos ganhadores serão realizados durante o segundo dia do Congresso.


Palestrantes

Conheça os grandes nomes do evento

Adriana Behar

CEO da Confederação Brasileira de Vôlei e Medalhista Olímpica

Adriana Behar

Medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000 e Atenas 2004, Adriana Behar ocupa desde fevereiro de 2021 o cargo de CEO da Confederação Brasileira de Vôlei. É a primeira ex-atleta e a primeira mulher a ocupar o principal cargo executivo de uma grande confederação no país. Como atleta, Adriana Behar deixou seu nome escrito na história do esporte nacional. Além das duas medalhas olímpicas ao lado de Shelda, foi seis vezes campeã Circuito Mundial, ouro no Pan de Winnipeg 99, oito vezes campeã do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia; medalha de Ouro no Goodwill Games 98 e eleita para o Hall da Fama do Vôlei de Praia em 2010.  Após o fim da vitoriosa carreira na praia, Adriana se especializou em Gestão de Negócios pela IBMEC e teve muito sucesso como gestora esportiva no cargo de gerente-geral de Planejamento Esportivo do COB, posto que ocupou de 2011 a 2018. No COB, também concluiu o Curso Avançado de Gestão Esportiva, em 2011, chefiou duas missões de Jogos Olímpicos da Juventude, em 2010 e 2014, e presidiu a Comissão da Mulher no Esporte, em 2012.

Adriana Lacerda

Doutoranda em Psicologia Clínica e Neurociências e mestre em Ciência da Motricidade Humana

Adriana Lacerda

Doutoranda em Psicologia Clínica e Neurociências (PUC-RJ) e mestre em Ciência da Motricidade Humana (Universidade Castelo Branco – UCB). Possui especialização em Psicologia Aplicada ao Esporte de Alto Rendimento (Universidade Veiga de Almeida – UVA) e formação em Terapia Cognitivo-Comportamental (CPAF-RJ). Graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Atualmente é presidente da ASSOPERJ (Associação de Psicólogos do Esporte do Rio de Janeiro), supervisora, professora no curso de formação em Psicologia do Esporte do C.E.P.P.E (Consultoria, Estudo e Pesquisa em Psicologia do Esporte) e atende atletas jovens e adultos, amadores e profissionais, de modalidades como tênis, nado artístico, tiro esportivo, entre outro. É membro da ISSP (International Society of Sport Psychology). Tem mais de 17 anos de experiência na área tendo trabalhado em instituições de destaque nacional e internacional como Clube de Regatas do Flamengo, Confederação Brasileira de Judô, Seleção Brasileira de Nado Sincronizado e Comitê Olímpico do Brasil (Projeto Time Rio). 

Gerd Leonhard

Futurista e humanista

Gerd Leonhard

Futurista e humanista considerado internacionalmente um grande pensador da era digital.

Com mais de vinte e cinco anos de experiência na indústria de tecnologia e entretenimento, Gerd foi listado pela revista Wired como uma das 100 pessoas mais influentes da Europa e como um dos principais futuristas de mídia no mundo pelo The Wall Street Journal. Autor de 5 livros e CEO da The Futures Agency, o palestrante enfoca o futuro da humanidade e da tecnologia, ética digital, inteligência artificial e liderança futura. Ele acredita que todo o progresso tecnológico deve promover o florescimento humano coletivo. E como Gerd gosta de dizer: “a humanidade mudará mais nos próximos 20 anos do que nos 300 anos anteriores – então, vamos manter e proteger o que nos torna humanos!”. 

Isabel Swan

Coordenadora da área Mulher no Esporte do COB e Medalhista Olímpica

Isabel Swan

Primeira velejadora brasileira a conquistar uma medalha em Jogos Olímpicos – bronze na classe 470 em Pequim 2008, ao lado de Fernanda Oliveira –, Isabel Swan foi também finalista no Rio 2016, dessa vez com Samuel Albrecht, na Nacra 17. Atual coordenadora da área Mulher no Esporte do COB, ela integra desde 2019 a Comissão de Atletas da PanAm Sports, além de já ter sido membro do Conselho de Administração da CBVela. É embaixadora do Instituto Trata Brasil, vice-presidente do Projeto Grael e contribuiu para o desenvolvimento do Rating Integra.  É formada em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e tem MBA em Gestão de Projetos pelo IBMEC, além de já ter trabalhado em grandes empresas, como Ernst & Young e Zinzane.

Jonah Berger

Ph.D. em marketing pela Universidade de Stanford

Jonah Berger

Com livros publicados em mais de 35 países e mais de um milhão de cópias vendidas, Jonah Berger é especialista em comportamento do consumidor e como os produtos, ideias e hábitos se popularizam. Professor de marketing da Wharton School da Universidade da Pensilvânia (EUA) com mais de 50 artigos em periódicos acadêmicos de primeira linha teve seu trabalho abordado em matérias no The New York Times, Wall Street Journal e Harvard Review de negócios. Berger também presta consultoria para organizações como Apple, Google, Nike, Amazon, GE, 3M e The Gates Foundation e como palestrante esteve em grandes palcos de conferências e eventos como SXSW e Cannes Lions.

José Roberto Guimarães

Treinador tricampeão olímpico de vôlei

José Roberto Guimarães

Um dos mais vitoriosos técnicos da história do esporte nacional, antes de se tornar treinador, teve uma carreia de sucesso como atleta. José Roberto Guimarães jogou pela seleção e destaca os Jogos Olímpicos de Montreal 1976 como um dos momentos mais importantes de sua história nas quadras. Em 1988 se tornou técnico e apenas quatro anos depois assumiu a seleção masculina e a liderou ao inédito ouro nos Jogos Barcelona 1992. Em 2000, chegou ao comando da equipe feminina onde conquistou três medalhas olímpicas, dois ouros (Pequim 2008 e Londres 2012) e uma prata (Tóquio 2020), nove Grand Prix, um ouro nos Jogos Pan-Americanos, 10 Sul-americanos, duas Copas dos Campeões, entre outros títulos importantes.

Kamiel Maase

Gerente de Pesquisa e Inovação de Desempenho do Comitê Olímpico Holandês

Kamiel Maase

Gerente da área de Desempenho, Ciência Esportiva e Inovação do Comitê Olímpico da Holanda, onde trabalha há 12 anos, Kamiel Maase é ex-atleta olímpico. Formado em microbiologia, com mestrado em química e administração de empresa, ele alia sua sólida formação acadêmica, com a experiência como no alto rendimento. O gestor é ex-maratonista, competiu em três edições seguidas de Jogos Olímpicos (Sydney 2000, Atenas 2004 e Pequim 2008) e ainda detém quatro recordes nacionais (5.000m, 10.000m, 30km e maratona). Além de administrar o programa de ciência do esporte do país que surpreendeu o mundo nos Jogos de Tóquio ao ficar em sétimo lugar no quadro de medalhas, ele atualmente é responsável pela criação de uma rede de ciência do esporte, que reúne profissionais da área com foco em inovação.

Shelia Burrell

Treinadora-chefe da equipe de atletismo da Universidade de San Diego

Shelia Burrell

Atleta olímpica de heptatlo, a americana Shelia Burrell representou seu país nos Jogos de Sydney 2000 e Atenas 2004, onde ficou na quarta colocação, seu melhor resultado olímpico. Também foi medalha de bronze no Campeonato Mundial de 2001 e duas vezes prata nos Jogos Pan-americanos de Winnipeg 1999, além de campeã nacional americana em cinco ocasiões. Formada em Literatura Inglesa na Universidade da Califórnia, atua há 12 anos como treinadora-chefe da equipe de atletismo da Universidade de San Diego, onde alcançou títulos nacionais e foi eleita por quatro vezes treinadora do ano. Também preside o Footspeed Inc*, programa de desenvolvimento de atletismo para todos. Atualmente está envolvida em um projeto de pesquisa sobre a concepção de programas para atletas do sexo feminino e em suas palestras aborda o esporte como meio de inclusão social.

Tathiana Parmigiano

Ginecologista, obstetra e pós-graduada em Medicina Esportiva

Tathiana Parmigiano

Especializada em Ginecologia do Esporte, uma área que busca prevenir, diagnosticar e tratar particularidades associadas à mulher esportista ou atleta, amadora ou profissional. Desde 2011, atua junto ao Comitê Olímpico do Brasil no atendimento às seleções brasileiras femininas de diversas modalidades como atletismo, futebol, handebol, ginástica artística, judô, natação, skate e vôlei, entre outras. Fez parte da equipe médica do COB nos Jogos Olímpico de Tóquio 2020, Rio 2016 e Londres 2012, além de outras missões internacionais. É fundadora e atual coordenadora do Ambulatório de Ginecologia do Esporte da Universidade Federal de São Paulo, criado em 2007.

Fotos

Veja tudo que aconteceu no último evento
Realização
Parceiro Oficial
Direção Técnica