COB celebra sucesso da segunda edição do Congresso Olímpico Brasileiro  | Congresso Olímpico Brasileiro

COB celebra sucesso da segunda edição do Congresso Olímpico Brasileiro 

Evento reuniu durante dois dias em Salvador (BA) os principais agentes do esporte nacional. Entre os participantes, mais de 40 medalhistas olímpicos 

20/03/2022
COB celebra sucesso da segunda edição do Congresso Olímpico Brasileiro 

Chegou ao fim neste domingo, dia 20, em Salvador (BA), a segunda edição do Congresso Olímpico Brasileiro. Ao longo de dois dias, a capital baiana se transformou no ponto de encontro dos principais agentes do esporte nacional. O evento organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) impressionou pela qualidade das palestras dos mais de 30 especialistas nacionais e internacionais e pelo ambiente que uniu vivências esportivas e muita troca de conhecimento em prol do desenvolvimento do esporte no país. Os mais de 600 participantes que esgotaram os ingressos tiveram contato com novas modalidades olímpicas, tendências, tecnologias e, de quebra, o privilégio de terem contato com atletas e treinadores que, ao todo, conquistaram mais de 70 medalhas olímpicas. Com tema principal ‘Planejamento, um referencial de futuro para o Esporte Olímpico”, o encontro marcou uma etapa importante do COB no ciclo olímpico que culminará em Paris 2024.  

“Estou muito satisfeito. Nosso primeiro Congresso Olímpico Brasileiro foi em São Paulo, em 2019, e essa segunda edição certamente superou em termos de qualidade. Sob o ponto de vista do público, com todos os cuidados em termos de segurança, foi um sucesso, com ingressos esgotados. Os temas discutidos nas palestras foram extremamente relevantes e estimulantes. O Congresso marca uma virada de página e agora efetivamente estamos com a cabeça nos Jogos Olímpicos de Paris 2024.”, afirmou Paulo Wanderley, presidente do COB, que embarca para o país-sede dos Jogos no meio do ano para fechar convênios com cidades que servirão de base de treinamento para os atletas brasileiros na preparação para a competição. 

O Centro de Convenções Salvador, local do evento, viveu um clima de Vila Olímpica durante dois dias. A experiência começava logo na entrada com a possibilidade do participante vivenciar novos esportes como o breaking e o skate, além de experimentar em clínicas de tiro com arco e tiro esportivo. O Laboratório Olímpico do COB criou uma área exclusiva em que apresentou as principais inovações tecnológicas das ciências do esporte.  

O Congresso Olímpico também teve grande espaço para valorização da história olímpica. Um dos pontos altos do evento foi a homenagem a três grandes lendas do esporte nacional: Aurélio Miguel, Fofão e Servilio de Oliveira, que eternizaram suas mãos para o Hall da Fama do COB. 

“Todos os objetivos do Congresso Olímpico foram atingidos. Conseguimos reunir profissionais das mais diversas áreas do esporte e todos juntos, em um mesmo local, desenvolvemos conversas muito importantes. Já tenho na minha cabeça algumas ideias para colocar em prática nos próximos meses que nortearão o desenvolvimento do esporte olímpico a curto, médio e longo prazo”, comentou Rogério Sampaio, diretor-geral do COB.   

Mais de 40 medalhistas olímpicos prestigiaram o Congresso. Entre eles, a ginasta Rebeca Andrade, que marcou presença neste domingo. Ela se impressionou com a qualidade do evento e destacou a importância de fóruns como este para a evolução do esporte brasileiro. “Para mim, como atleta, é um grande privilégio estar aqui e ver essa troca de conhecimento enorme entre profissionais de tantas áreas diferentes do esporte, a quantidade de gente que está aqui querendo aprender. É sempre muito bom abrir os olhos para tudo que está acontecendo para a evolução do esporte, para tudo que podemos transformar ainda. Esse evento é uma oportunidade incrível para todos nós”, elogiou Rebeca, que atualmente divide os treinos com os estudos da faculdade de Psicologia.   

O segundo e último dia de evento contou com duas palestras no palco principal. Lenny Abbey, líder de engajamento do Comitê Olímpico Internacional, falou sobre a Agenda 2020+5, enquanto Carlos Júlio, um dos mais requisitados oradores do país, fechou a programação com o tema “Reinventando Você”. O palco de debates teve ainda uma importante discussão sobre controle antidoping. O domingo também marcou o lançamento do projeto Memória Olímpica do COB e o anúncio dos vencedores do Prêmio Esporte Inovação. Os idealizadores do projeto vencedor, ‘Sistema Isports para Talentos Esportivos’, foram contemplados com uma viagem para Paris para acompanhar os Jogos Olímpicos de 2024. 

“Estou muito feliz e satisfeita. Foi um processo longo, de um ano e meio, de construção desta segunda edição do Congresso, com uma pandemia no meio. Foi uma longa caminhada, tivemos que reduzir o público, mas nos mantivemos fieis aos objetivos. Em termos de conteúdo, pudemos falar de muitas ações que o COB está desenvolvendo, trouxemos novas modalidades, uma operação gigantesca. As pessoas estão cada vez conhecendo mais o congresso, que já se transformou em um grande produto do COB. Saímos daqui com conteúdos extremamente relevantes e A hora agora é de voltar para casa e implementar todo o conhecimento absorvido no Congresso Olímpico”, destacou Soraya Carvalho, gerente do Instituto Olímpico Brasileiro, área de Educação do COB.