COB lança projeto Memória Olímpica no II Congresso Olímpico Brasileiro   | Congresso Olímpico Brasileiro

COB lança projeto Memória Olímpica no II Congresso Olímpico Brasileiro  

Doação de itens de acervo pessoal de Fofão e Servílio de Oliveira,  membros do Hall da Fama do COB, marcou o início do projeto, que visa preservar a Memória Olímpica brasileira   

20/03/2022
COB lança projeto Memória Olímpica no II Congresso Olímpico Brasileiro  

Após a emoção de serem imortalizados pelo Hall da Fama do Comitê Olímpico do Brasil (COB) em cerimônia especial no primeiro dia do II Congresso Olímpico Brasileiro, as lendas do esporte olímpico Servílio de Oliveira (boxe) e Fofão (vôlei) participaram do lançamento do projeto Memória Olímpica da entidade neste domingo, dia 20. A doação de itens de acervo pessoal destes atletas marcou o início da iniciativa, que visa fortalecer o Movimento Olímpico nacional.   

“Ontem, esses ícones do esporte nacional foram homenageados no Hall da Fama do COB e hoje eles muito nos honram com a doação de objetos carregados de significados e de história, que serão imediatamente incorporados ao acervo da Memória Olímpica e tratados com muito carinho. Nosso objetivo é preservá-los e disponibilizá-los em exposições e outras iniciativas para que o público, principalmente crianças e jovens, conheçam suas histórias. Meu imenso agradecimento ao Servílio e à Fofão. Em nome do COB continuaremos trabalhando arduamente para que suas histórias continuem inspirando cada vez mais pessoas pelo país a fora”, afirmou Rogério Sampaio, diretor-geral do COB e campeão olímpico em Barcelona 1992.   

Fofão doou o uniforme da campanha do ouro em Pequim 2008 e Servilio deixou sob a guarda do COB os dois certificados de medalhista olímpico cedidos pelo Comitê Olímpico Internacional, além da camiseta e o calção usados na histórica conquista do bronze nos Jogos Olímpicos da Cidade do México 1968.   

“Estou emocionada. Tanto ontem, no Hall da Fama, quanto hoje nesse momento de doação do meu uniforme para o Memória Olímpica. Poder contribuir é muito importante para mim e essa iniciativa é especial para o esporte. Acho que o COB está dando um passo essencial, pois precisamos valorizar nossa história. O esporte é um dos nossos maiores orgulhos e é muito bom saber que meu uniforme será tratado com muito carinho, pois o usei em um dos momentos mais marcantes da minha vida”, disse a campeã olímpica e dona de mais duas medalhas de bronze, Fofão.  

“Ser homenageado pelo Hall da Fama do COB foi algo maravilhoso. E hoje, a doação do uniforme e dos certificados, foi algo muito significativo pois eles vão fazer parte de um acervo que vai ajudar a incentivar gerações a praticarem o esporte. E quem sabe, num futuro não muito distante, eles também serão medalhistas olímpicos. Portanto, para  mim, foi um grande prazer fazer parte, estou muito feliz com o convite do COB e com o trabalho do Rogério Sampaio e também do professor Paulo Wanderley Teixeira. Acho que isso é um grande incentivo para o país dar mais destaque a sua memória”, contou o primeiro medalhista olímpico do boxe brasileiro Servilio de Oliveira.   

Além de incentivar a doação de objetos e material esportivo de suas participações em Jogos, outro ponto do Memória Olímpica, projeto da área de Cultura e Valores Olímpico do COB, responsável pelo acervo histórico-cultural da entidade, é o registro de depoimentos da trajetória esportiva de cada ídolo.   

A programação deste segundo e último dia do II Congresso Olímpico Brasileiro, organizado pelo Instituto Olímpico Brasileiro, braço de Educação do COB, tem como destaque as palestras do líder de engajamento do Comitê Olímpico Internacional (COI), Lenny Abbey sobre a Agenda 2020+5, e de Carlos Alberto Júlio, um dos mais requisitados palestrantes do país. Além disso, serão anunciados os vencedores do Prêmio Esporte Inovação. 

1 de 3